The Assassin’s Blade por Sarah J. Maas

12483970

The Assassin’s Blade faz parte da série “O trono de vidro”, e é uma junção de cinco contos que se passam antes do primeiro livro e mostram um pouco de Celaena sendo a assassina mais temida de Adarlan, nos a acompanhamos em cinco missões diferentes – algumas são mais focadas na ação, mas todas tem uma carga bastante emocional que me agradou bastante e me fez gostar da personagem principal.

Eu nem sei como começar a explicar esse livro, porque não tem como eu dizer do que a história é porque tem cinco histórias, cada uma com uma trama, personagens e locais diferentes e elas são tão curtas que se eu falar sobre cada uma vou acabar dando spoilers sem querer.

Primeiramente eu ainda não li os livros da série (dois já publicados nos USA e um já publicado aqui no Brasil, com o segundo para ser lançado ainda esse mês!) então quando eu entrei nesses contos não fazia a menor ideia de como os personagens seriam ou o que iria acontecer, eu recomendo para quem tem conhecimento em inglês e quer começar essa série começar, como eu, por esses contos (eles podem ser comprados separadamente na versão digital, além da edição impressa)  porque eu tenho um pressentimento de que várias histórias que estão aqui vão ser citadas nos livros por serem fatores que definem a personalidade da personagem principal, então se fosse já leu o livro já saiba como algumas histórias terminam e vai meio que perder o elemento surpresa (ou talvez não).

Segundo, apesar de eu não conseguir fazer um resumo descente desse livro todos os contos tem algo em comum: são sobre Celaena, a melhor assassina de Adarlan, e esses contos vão nos mostrar situações que vão definir de várias formas a personalidade dela. Só a segunda história não foi muito emocional, na minha opinião, mas todas as outras tiveram cenas com uma carga emocional forte e acontecimentos que definitivamente não tem como alguém superar sem sofrer mudanças drásticas, então com essas histórias nos vamos conhecendo quem Celaena realmente é, além da fama, e eu amei ela. Celaena não é uma personagem sem falhas, ela tem várias, mas não consegui deixar de simpatizar com ela mesmo assim.

Outros personagens também me tocaram bastante – de um jeito bom ou ruim – como Ansel, Arobynn e Sam, e todos foram extremamente importantes para moldar Celaena. Outra coisa importante também foi o crescimento que Celaena sofreu ao longo desses contos, no primeiro ela era basicamente uma garota mimada, mas no final ela já havia crescido muito – e não tenho dúvidas de que ela vai passar ainda mais provações nos próximos livros dessa série, já que Maas provou que não tem piedade dos nossos corações (eu ainda não me recuperei do final desse livro).

Essa resenha não fez muito sentido e foi bastante enrolada já que eu não queria dizer muito. Super recomendo esse livro para todo mundo em busca de um livro de fantasia, cheio de ação, com personagens para lá de complexos e uma boa dose de emoção. O livro foi publicado nos USA em março de 2014, pela Bloomsbury Childrens.

E a música que eu escolhi para esse livro foi Clarity – Zedd feat. Foxes, eu ouvi essa música repetidas vezes enquanto lia esse livro e acho que combina bem com o romance entre Celaena e Sam.

Anúncios

Uma ideia sobre “The Assassin’s Blade por Sarah J. Maas

  1. Pingback: Para ler… | Deyse Diz Tudo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s